Amei,
Cada despedida e cada retorno teu
Cada abraço, cada beijo.
Cada palavra dita e sublimada pelo olhar.
Amei o tempo, o espaço,
Amei o nó, amei o laço,
Que me guardaram, nos braços teus.
Amei a flor, florida vida,
Amei a lágrima escondida,
Amei a saudade e o adeus.
Hoje eu alimento cada lembrança,
Que jaz no leito, que jaz no peito,
Sonho desfeito...
Como eu te amei! Será que amei?
A dor é íngua, corta-me as vísceras,
como um defeito...
Que não tem jeito
E que não finda...

Não, meu amor, eu
não te amei!
Te amo... ainda!


***************
 

Tradução por Iraque de Melo
 
I loved,
 
Each farewell and each time you return
Each hugging, each kiss.
Each word said and sublimated by your look.
I loved the time, the space
I loved the knot, I loved the lasso,
That shielded me, in your arms.
I loved the flower, florescent life,
I loved the hidden tear,
I loved the yearning and the goodbye.
Today I feed each memory,
That rests in bed, that rests in the chest,
A demolished dream...
I loved you so much! Did I really love?
The pain is bubo, it cuts my entrails,
Like a shortcoming ...
That cannot be done away with
And that does not come to an end...
No, my love, I
did not love you !




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos





No ar desde 10/02/2008


 


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


 

Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados

web: www.mis.art.br