Olhos nos olhos, concentração...
o corpo se aproxima  depois... o entrelaçar das mãos
O giro, a expressão, a cabeça erguida pois afinal...
Além de mais uma dança, uma apresentação... da vida.
 
E os pés direcionam o caminho das voltas que se dão.
E neste momento mágico... nem lembranças incomodam
de tempos idos e de tempos que se irão..
 
De repente, os corpos se soltam...
A bailarina dança o vestido num gingar de êxtase e num mover das pernas. 
 Hipnotizando  olhos e  corações.
Ele... não a perde de vista e aos poucos se reaproxima.
 Apenas estende a mão e ela, novamente... derrama o corpo,
 nos braços que a conduzirão.
 
E a platéia se alucina,
grita, aplaude e não acredita...
O show termina!!!
Como num fechar de mil olhos abertos para uma única porta...
A porta vai se fechando, os olhos vão  se cerrando...
Docemente, presentes como uma escolta...
Testemunhas de  que aquela foi finalmente,
A ÚLTIMA VOLTA!
 
 
Cida Valadares
BH/ 28/ 02/09
 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos





No ar desde 10/02/2008


 


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


 

Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados

web: www.mis.art.br