Respiração ofegante
explodindo coração,
minando desejos...

Uma tranca trancada.,
Porta murada
chuveiro chovendo...
Água impregnada
de cheiro de flor.

Uma greta aberta
olho indiscreto
sentindo o cheiro da água
e sonhando carícias
Em um corpo nu.

Gotas dançantes
águas delirantes
Desejos amantes

E esta água de cheiro
invadindo a solidão
Qual ardente tempero

Quais desejos ardentes
Quais paixões perdidas
Quais saudades... Somente!

 

 

24/02/2013
Belo Horizonte/MG

 

 

 

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados