AMANHÃ...
Vou rasgar meu peito
Vou arrombar minha alma
vou fugir dos padrões
Vou enganar a razão
Vou abrir as comportas
Vou queimar os grilhões
Vou saltar todos os muros
Vou desatar as amarras
Vou escapar desta prisão
Vou quebrar as correntes
... e tirar este luto
 
Amanhã....
Pelo menos amanhã...
Ao menos amanhã...
Eu, juro que serei feliz
E que te farei feliz.
 
Amanhã...
Vou arrancar-me o coração
...Borbulhando em sangue
...Explodindo em paixão
...Despedaçando em sonhos
Amanhã...
 
Vou me entregar a ti
E receber-te em mim
E nos colocar, em nossas mãos.
Para que sejamos, a partir de amanhã.
 
Os amores que se encontraram.
Com a absoluta certeza de que
tão somente querem
se amar, se compreenderem, se completarem
e serem mais e mais felizes.
Amanhã... e todos os dias.
 
 
   
   
   

17/01/2008
 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos



No ar desde 10/02/2008


 


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados