Abelhinha, abelhinha,
Em ver-te voar, eu penso
Que moras mesmo, é no céu.
Pois vens voando, voando,
Para fazer o tão doce... mel.

Vejo-te, amando as flores,
e fugindo da centopéia
Que, com certeza, não quer que chegues
tão cedo à tua colméia.

Sei, abelhinha, ligeira,
Que colocas o teu mel
em favos, doces e encantados
como floquinhos de céu.

Voa então, querida amiga,
Brilha que nem uma luz,
Há uma festa na vida
Esperando por Jesus!

Prepara tua colméia,
o sino já vai bater
Como é bela esta festa
É Jesus que vai nascer!

*******************

Viva Jesus!!!!




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos



No ar desde 30/07/2008

 


 


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


 

Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados