Lá na terra tão gelada
Vivia só, um esquimó
Numa área isolada
Tão longe que dava dó

O natal ia chegando
E ele se entristecia
Passava os dias cantando
Sempre a mesma melodia

Já estava conformado
Com a sua solidão
Mas estava enganado
Na sua suposição

Veio a noite de natal
E a surpresa aconteceu
Pois um canto de coral
Sua alma enterneceu

O esquimó aturdido
Sorriu alegre enfim
Ao ver que aquele ruído
Era um coral de pinguins

De tanto ouvir a canção
Os pinguins se organizaram
E c'oa sua emoção
A ele presentearam

Um natal especial
Teve aquele esquimó
Ao saber que afinal
Não estava ali tão só.

*****

Arandu, 5 de dezembro de 2009

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos



No ar desde 30/07/2008

 


 


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


 

Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados