O final do ano se aproxima e quer queiramos, ou não, há um momento de maior introspecção porque passamos gerado,
dentre outras coisas, pela agitação das ruas, maior quantidade de e-mails e confraternizações.
Todos nós queremos nos expressar da melhor forma.
Eis-me aqui, pois, quero falar com vocês.
Vi e li seu recado em meu livro de visitas.
Meditei sobre suas palavras e sobre as entrelinhas de todas as frases.
E eu os respondi, à medida do possível, embora a mensagem automática do site.
Você se aproximou e eu vi...
Vi quando seu coração se desnudou e até pude sentir sua angústia quando me disse ter ouvido meus gritos,
minha busca pela felicidade a que todos cogitamos, quando me disse ter se encontrado,
um pouco, através de minhas palavras, meus poemas, meus sentimentos.
Li também, quando me disse estar triste, sofrendo por uma perda tão preciosa.
Queridos, acreditem - quem lhes fala já perdeu demais.
Já provou e prova de todas as espécies de perdas.
Acreditem que há uma força interior que é acionada todas as vezes que nossas forças se esparramam
pelo chão e pelo nosso coração.
Essa força interior, eu a chamo de Deus. Há um Deus em mim e há , também, um Deus em você.
Eu, simplesmente me entrego. Eu me rendo, eu grito com toda dor de minha alma:
PAI, EU PRECISO DE COLO!
Façam como eu. Ele vem. Docemente nos pega e nos embala até que as feridas se cicatrizem um pouco mais.
Senti, realmente, seu apoio e seu amor por mim.
Senti seu abraço, seu júbilo pelas minhas conquistas e agradeço.
Saiba que você, que vocês é que são responsáveis por eu estar onde estou.
E onde estou? Apenas aqui, talvez em quilometragem mais ou menos distante,
mas em sentimento, bem juntinho a vocês e isto é que, realmente, faz toda diferença.
Saibam que todo o sentimento , todo carinho, toda amizade que me dizem ter eu também,
da mesma forma os tenho por vocês.
E quando vocês me enviaram flores... Ah! que lindas.
Eu as as fotografei, meu filho amado e minha norinha linda para mostrar, oportunamente.
Vi e li todas as mensagens em que me enviou e envia flores para mim, nada virtuais, meu amigo Sardenberg.
Tenho certeza de que , assim como eu,
todas as suas amigas para quais envia tão lindas flores veem nelas a sua amizade, seu carinho, seu incentivo.
Obrigada, vindo de alguém como você chego até a acreditar que contribuo-mesmo para nossa literatura.
Elas chegaram e chegam, sempre, com o frescor da amizade, borifadas de carinho e matizadas de ternura.
Vi , querida amiga, quando buscou companhia em mim e eu estive com você, pode crer.
Vi tudo isto e muito mais.
Por isto, e muito mais estou aqui.
Quero agradecer por ter feito parte da minha vida, mais ainda, este ano.
Quero agradecer porque me chamou de amiga , porque acalentou a minha dor,
porque percebeu minha lágrima e, de alguma forma , a enxugou.
Obrigada!
Que o Menino Jesus se instale em seus corações, de vez.
Que ele seja a estrela guia de seu destino, de seu porvir, de hoje e de todos os amanhãs.
Que Ele faça por vocês o que faz por mim.
Ele me ama com inigualável amor.
Ele me presenteou com todos vocês que salpicam meus olhos com palavras sempre tão carinhosas,
em meu livro de visitas.
Ele me deu Marias e Josés, dentre outros e me deu mais...muito, mais.
Deu-me amigas/irmãs, amigos, também.
Deu-me até o Andrezinho e a Camilla Tauil a minha poetinha preferida.
Sejam todos bem-vindos à minha vida.
Quero desejar-lhes um Felicíssimo Natal e Ano Novo.
E que possamos continuar juntos até...pelo menos o próximo Natal e Ano Novo,
compartilhando nossos mais belos sentimentos.
E... eu os espero em Meu Livro de Visitas.
Estarei à porta para recebê-los, sempre.
Lerei todas as mensagens e, creiam, muito mais do que elogios que me possam dirigir,
seu recado em meu livro de visita é um troféu que conquistei porque o amor que mora em meu coração
é amor verdadeiro - amor que não se acovarda, que não mede distância nem tempo.
É amor que quer soprar suas feridas e que que ver você superando suas dificuldades, desilusões, angústias e dores.
Um feliz Natal.
Um Natal especial para os que se sentem tão sós ( conto-lhes um segredo - EU ME SINTO)
Um Natal Especial para quem perdeu seu bem maior. EU TAMBÉM PERDI!
Esqueçamos tudo isto agora porque Ele está chegando e precisa de nossos corações
leves e perfumados pelo amor e pelo perdão.

Feliz Natal meus querido amigos.
Saibam que amo vocês.
Saibam que amo e que amo muito!

Cida Valadares.

Eu amo todos vocês, amigos da AVPB, AVBL, AVSPE, Academia de Letras Artes Limão ( Branca Tirollo), Clube Brasileiro de Literatura, Clube de Poetas
E... olha aí o selo meio dia 2009, que lindo!



Tudo isto eu devo, primeiro a Deus, depois a vocês.
Muito Obrigada!
Espero viver o bastante para que todos creiam no amor que existe em meu coração.
Sei que muitos podem deixar de me amar mas eu os amarei, silenciosamente.
Beijos
Beth Misciasci, Silvia, Branca Tirollo,
Grupo Alma, Arte e Poesia, Janelas da Alma, Casinha do Lazer, Serenidade, Coragem e Sabedoria,
Rabiscos e Poesias e os extintos Meu Universo Compartilha e Clube do Psp.
Beijos, Clovis de Menezes, Alcanja, Selena Rumiel, Tanisca, kau e Nany, Verinha, Leonardo Creations, Castelo tags... todos que me presenteiam com as maravilhosas tags.
Se esqueci alguém...perdoem-me - é a emoção.
Finalmente, obrigada a vocês, formatadores de pps e vídeos, amados formatadores - espelhos de meus poemas, alegria de meus olhos! Como viajo na imaginação e arte de vocês.
Como choro porque fazem de meus pps produções dignas de Hollywood.( o selinho de vocês está tatuado em meu coração).
E vocês são tantos que não me atrevo a nominá-los aqui pois corro o risco de ser traída pela emoção.
Sintam-se abraçados por mim e pelo coração.
Sintam-se reconhecidos como meus preciosos parceiros.
Como vocês me enchem de carinho!!!
Obrigada, obrigada, obrigada.

Fiquem com Deus.

Cida Valadares

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos



No ar desde 30/07/2008

 


 


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


 

Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados