A saudade é um meteoro

Que os meus olhos visita

De frio treme-me o poro

E a lembrança suscita.

 

A saudade é flor aberta

Atapetando um jardim

 Canção que o peito desperta

Que acaba antes do fim.

  

Saudade tráz teu nome

à minha visão estelar

Como tapete consome

o brilho que ficou lá.

  

Saudade é o peso da vida

Eu... Insisto em descrevê-la

Mergulho os olhos no céu

E ela brilha... Como Estrela!

 

 

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados