Poema proposto pelo Grupo Alma Arte e Poesia

 

 

 

 

Um pássaro abortou seu voo entre as folhagens do jardim.
Uma estrela sorriu outra, sonolenta, apenas piscou.
Cerraste os olhos, como num sonho, pensaste em mim.
Cerrei os olhos, pensei em ti, e a nossa música tocou

Nossos olhos dançaram ao ritmo da emoção.
Mãos contornando braços que se abraçaram.
Podíamos sentir e ouvir, coração a coração.
Nossos lábios, sutilmente, apenas se esbarraram

O hálito da noite chegou, numa aragem morna
Ouvimos o bramir do mar, não das tormentas.
E neste bailado que nenhum sentimento exorta
A madrugada acordou em outras vestimentas

Dançando... O infinito bancando esta platéia
Nós dois... e esta dança a nos acalentar
Mais e mais nos adentrando nesta odisséia
Que a lua, feito holofote, nos seguia... com seu luar.

 

 

 

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados