Vós sois o meu pastor, nada receio.
Em verdes prados dais o meu descanso.
Concedeis-me das águas o remanso
e a minh’alma guardais em vosso seio.
Pelos caminhos retos eu passeio
junto convosco, ó Pai, e não me canso.
Vosso bordão é leve, o olhar  é manso.
Neles me amparo, servem-me de esteio.
Ante o inimigo a mesa preparais
e como convidado me chamais,

transborda a minha taça e o meu penhor.
Pelas graças e glórias que me dais
por todos os meus dias, mais e mais,
habitarei na casa do Senhor!

 

 


 

 

JPessoa/PB
oklima

 

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 1024 X 768
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados