DIALOGANDO COM DEUS

Odir Milanez


- Talvez a Vós até pareça leve
mas é pesada, ó Pai, a minha cruz!
- Quem ao peso que dei clamar se atreve,
se o mesmo peso eu dei para Jesus?

- Sou um pobre poeta, que Te escreve
em meio à escuridão, temendo a luz!
- Mas ao poeta o pranto não prescreve,
o sofrimento é a seiva que o seduz.

– Ele não louva o próprio isolamento,
não procura da vida o adverso
para fazer do verso o seu lamento?

- Mas o amor, meu Pai, me foi perverso!
Roubou-me a paz, a alma, o pensamento,
e nunca mais me pude avir ao verso!


JPessoa/PB
06.12.2012
oklima

 

 

Sou somente um

escriba que ouve a voz

do vento e versa versos

de amor...

http://oklima.net

 

 

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 1024 X 768
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados