Quando não te vejo,

meu coração reclama...

Enlouquecido!

 

Meu fado também é assim,

pois meu coração reclama

se estás distante de mim!

 

Se te vejo,

meu coração se incendeia...

Faminto!

 

Se te vejo em visões ledas

meu priapismo se inflama

em ardentes labaredas.

 

Se te aproximas,

meu coração explode...

Sedento!

 

Se chegas posso sentir-te,

que o meu coração explode

na ânsia de possuir-te!

 

Se me sorris,

meu coração se enrubesce...

Envergonhado!

 

Se em rubor tua face vejo,

meu ímpeto recrudesce

de inflamar o teu desejo!

 

Se me falas,

meu coração cala-me...

A voz!

 

Falar-te-ei cada vez mais,

até que a tua voz, baixinho,

me faça apelos sensuais...

 

Se me tocas,

meu coração desabrocha...

Em flor!

 

Meus toques em ti farão

desabrochar como flor

o amor no teu coração!

 

Então...

Tome-o, como presente.

Leve-o pois... só a ti

Ele pertence!

 

Pra bem juntinho do meu

teu coração levarei,

pois ninguém, a não ser eu

te amará o quanto eu te amei!

 

 

 

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados