Quando me vi pensando em ti, amor, descobri ser, meu pensamento, muito especial.

Sabia que nos encontramos, na calada de muitos silêncios, movidos pela procura de nossa alma-par, da metade, para nos completarmos.

Quando me vi pensando em ti, amor, mesmo distante senti-me e me sinto fortalecida pelo sentimento que me tens.
Não precisei olhar nos teus olhos nem ouvir da tua boca que me amas assim como não precisas olhar nos meus e nem ouvir-me pois todo o meu ser clama por ti.

Quando me vi pensando em ti, amor, confesso que me vi envolta por uma onda de carinho e ternura que só de ti viriam, como vieram.

Mas... ironicamente, senti, também, uma dor intensa no coração porque sei que não somos libertos para este amor.
Mas eu te prometo, enquanto cuidares de mim como cuidas...
Enquanto clamares por meu amor, como clamas aqui estarei, sublimada, vivendo do platônico esta paixão desmedida que me fez cativo o pensamento e o sentimento.

És especial E como isto é bom.

Por isto, amor, sagrado amor, me abraçarei sempre e, neste abraço, me dou toda prá ti cuidando de mim para mais e mais te merecer.

Aqui ficarei e teu pensamento me encontrará, também pensando em ti, sonhando beijos e abraços, entregas de nossas almas e corpos que se procuraram e se encontraram para não mais se perderem... de nós.




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos



No ar desde 10/02/2008


 


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados