Mamãe Joaninha morava em uma linda clareira, no coração de uma floresta.

A natureza dava-lhe tudo de que precisava para criar sua linda família, alegre e feliz.

Seus filhinhos, todos lindos, viviam entre as flores, alimentando-se dos parasitas que infestavam os jardins destruindo a beleza e a saúde das flores que se tornavam amarelas e murchas, desfolhando suas pétalas como lágrimas que que caídas ao solo faziam pulsar o coração da terra.

Sabemos que a natureza é mãe de tudo que está dentro dela.

A natureza é mãe das florestas, dos rios, dos mares, das montanhas, dos jardins, dos animais selvagens que são os que moram nas florestas e dos animais domésticos que são aqueles com os quais podemos conviver em nosso dia a dia.

A natureza também é mãe dos nossos animaizinhos de estimação como o nosso cachorrinho, o gatinho, o coelhinho e vários outros.

A natureza é a mãe das nossas Joaninhas e e elas são tão lindinhas, não são?

Enfeitam nossos jardins pois elas amam estar junto às flores para protegê-las.

Pois bem, amiguinhos, para preservarmos a natureza devemos ter cuidado e, se precisar, mudar nossos hábitos para que tudo continue em harmonia.

Não devemos poluir os rios, promover queimadas nas matas , derrubar as árvores pois tudo isto agride a mãe natureza que, às vezes , fica muito brava.

Foi isto que aconteceu nesta história, com nossas joaninhas.

Houve uma queimada, o clima não gostou e, ou chovia muito, ou não chovia nada e nossas joaninhas...coitadinhas,  como sofriam.

Um dia, após uma agressão à natureza houve uma chuva muito forte e as joaninhas ficaram perdidas em meio a tanta água.

Onde elas iriam se esconder? Mal conseguiam voar.

Mamãe Joaninha ficou muito triste pois via a aflição de seus filhinhos.

Pediu a Deus uma luz para salvar seus filhos e os filhos de suas amiguinhas.

E Deus ouviu a prece de todas as mamães joaninhas e mandou um vento forte, muito forte.

O Vento sacudiu as árvores que espalharam suas folhas por sobre o leito do rio.

Uma linda flor se abriu – era a Vitória Régia que queria abrigar as Joaninhas.

Mamãe Joaninha e suas filhinhas caminharam rumo ao rio e fizeram das folhas, como se fossem barquinhos para se abrigarem até que a chuva passasse.

Após alguns dias a chuva passou e o leito do rio parecia um extenso canteiro forrado de folhas e de joaninhas.

Que bom, meus amiguinhos,  que nossas lindas Joaninhas foram protegidas e podemos vê-las em nossos jardins, protegendo as flores.

Não maltratem a natureza, amiguinhos, pois ela ela é nossa amiga mas, assim como nossos pais nos castigam quando muito desobedecemos, também ela nos castiga e castiga as árvores, os rios, os animais e nossas amiguinhas tão lindas, as joaninhas.

Quando virem uma flor bem linda, saibam que por perto andará uma Joaninha.

E quando virem uma Joaninha lembrem-se desta historia e de que Deus quer que protejamos o lindo planeta, a terra onde vivemos.

 

Beijos.

 

Até mais!

 

 

Amiguinhos amados,
 

Não é incomum ouvirmos notícias de matas se queimando, rios transbordando e invadindo cidades, maremotos, terremotos, coisas assim.

Tudo isto, não é culpa de Deus e, sim, daqueles que não respeitam a natureza e, em algum momento as catástrofes acontecem.

Já imaginaram, quando acontece uma queimada, o que não acontece com os animais aéreos?

As borboletas, tão lindas, os pássaros, as joaninhas, os besouros... e os outros animais que moram nas florestas? Devemos ser responsáveis e não contribuir. Como não contribuir?

Pedir ao papai, por exemplo, se ele fuma, que não jogue toquinhos de cigarros acesos, quando em viagem.Que não faça estradas de lixo, descartando garrafas, papéis que o vento atiça para longe e estes descartes irão parar nos rios, nas matas e ai... tudo pode acontecer.

 

Algumas palavras e algumas rimas para vocês, ok?
 

Clareira – ameixeira, bananeira, cabeceira, barulheira

Coração – afeição, bordão, confusão, barulhão, canção

natureza – beleza, realeza, surpresa, certeza

Cuidado – arrumado, amado, cortado, tratado

 

 

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


 

Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados