Tela: Artista Celito Medeiros
 
 

NÃO ME ESQUEÇO DE TI

Vera Pessoa

 

 

Não, nunca me esqueço de ti, não,

Porque de ti não posso esquecer.

Sou a casa, em mim tu és o tempo

Que cura! Mostra o jeito de viver.

 

 

Não, nunca me esqueço de ti, não,

Porque de ti não posso esquecer.
Sou nada, sou pequena fotografia,

E tudo és! Moldura para me conter.

 

 

Não, nunca me esqueço de ti, não,

Porque de ti não posso esquecer.

Sou a desconhecida na escuridão;
Tu és Luz! Amor que permite ver.

 

 

Não, nunca me esqueço de ti, não,

Porque de ti não posso esquecer.
Deserto árido sou na  imensidão;

És água, poço! Sede não mais ter.

 

 

Não, nunca me esqueço de ti, não,

Porque de ti não posso esquecer.

Passageira sou neste doído chão;

És Eterno! Sempre se dá, aquecer.

 

 

Não, nunca me esqueço de ti, não,

Porque de ti não quero nunca me esquecer!

 

 

São Paulo, 04.XI.2013

04h17m

 
 
 

Catedral Evangélica de São Paulo - "Deus Eterno, Te Adoramos"

http://youtu.be/cTKQYe_beqo
 
 

 
 
Matriz-Formatação: falecido Luiz F. Guerra
Atual formatação: Vera Pessoa
 
 
Música de fundo:
Concerto de Aranjuez
Formato wav
 
 
São Paulo, 07.XI.2013
19h08m
 

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados