Pai...
Tu estás no céu?
Mas que céu
Pode conter-te?
Tu és maior que tudo!
Teu abrigo preferido
É o coração
Da tua criação

E é aqui
No meu interior
Que te sinto...

Sabes do que preciso
Conheces meus anseios
Olhas com misericórdia
Para minhas imperfeições

E... quando te peço
Que minha vontade
Seja satisfeita...

 Quero, na verdade,
Que me tornes capaz
Da realização...

A tentação é grande
E, muitas vezes,
Resolvo coisas
Sem te consultar

Perdoa se não me contento
Com o pão de cada dia
Mas faze, Senhor
Que eu possa oferecer ao outro
Não só o pão
Que a fome sacia
Mas o olhar de amor
A mão estendida
A oração...

Volto a pedir-te perdão
Embora sabendo
Que não és avarento
Não és reticente...
Não preciso negociar
Não preciso me humilhar
Que logo me sinto leve
Do peso das culpas...

Porque me perdoas
Até mesmo quando esqueço
De te render graças
De te louvar
De bendizer o teu santo nome
E de dizer o que já sabes:
EU TE AMO!




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados