Quando eu te percebi, sem ao menos me prevenir...

que poderias chegar.

Senti que o vento soprava, varrendo com flores e perfumes,

a tristeza do meu olhar.

Minha alma... se enamorou!

 

Com tanto amor e ternura, confiança e querer bem...

Amor que é pura candura,

navegando em águas puras me levando a volitar.

Minha alma... se apaixonou

 

E neste sonho encantado, meu ser mais que enamorado...

Com teus e os meus cuidados.

Neste pensar tão frequente,

de nos querer só com a gente,

Entre abraços, beijos e amor.

Minha alma... engravidou.

 

Tudo de mim, te darei,

Me darás tudo de ti?

Entre carinhos e abraços.

Como nasce da terra, a flor

Da minha e da tua alma...

Fez-se o parto do nosso amor!

 

 

 

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados