Pensando em você...
Percebi quando minha alegria se fez triste,
e meu olhar se perdeu na longínqua estrada
do infinito!
Quando meu peito se oprimiu e até
me faltou o ar,
dando-me a certeza de que já não mais era
o alimento de minha vida.
Pensando em você...
Assisti ao desfile de intermináveis madrugadas
em minhas noites insones, insalubres,
camuflando meus sonhos,
em meio aos meus pesadelos.
Quando meu corpo retesou
todos os meus desejos e,
letárgico, não me aqueceu ao leito.

Pensando em você ...
Eu chorei lágrimas de sangue
quando senti de seus afagos, devoluto o
meu coração,
afogando-me, somente,
em vazios e escuridão.
Onde será,que se encontra agora , você,
único personagem da minha memória?
Porquê se foi e levou consigo a minha alegria,
a minha vida, os meus sonhos e os meus mais ansiosos desejos?
Porquê, não levou, também...
Esta saudade que me acorda todos os sentidos
e estas lágrimas que percorrem em minha face
este vazio...e todas as respostas que se calaram,
emudecendo-me a razão.

Apenas...
Sinto o embalo do vaivém de minhas dores trúcidas,
quais ondas agigantadas por mais um lamento
suspirado, estilhaçado,
sufocando meu peito
e deitando-o no leito
num eterno adormecer.
Fechando-me, enfim, os olhos,
cerrados pelos abrolhos
Quando me fez...
Morrer!






Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos



No ar desde 30/07/2008


 


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados