Sim, a poesia é vida.

Sinto- a correr célere, em minhas veias.

Inquiro-a por vezes... De onde vieste?

E me foste trajando, calçando-me desde as meias,

E me enfeitando com as puras joias... que me trouxeste.

Mas tu, nunca escolheste um dia, nem uma hora,

para falar-me de ti....

Porque sorris e, às vezes, chora?

Porque te abates e me deixas tão só...

Quando te vais embora!

 

Não poesia!

Sabes que a tua inspiração, registrada está,

em meu coração!

E que todo caminho por onde andares

A mim sorrirás, sempre que me encontrares.

 E que juntas seguiremos, passo a passo

Nasceste em mim!

 

Gestei-te os jeitos, dos mais finos aos mais modestos.

Percorremos espaços... todos os céus e infinitos

E ao nos defrontar-nos, minha amiga,

Verás que és tudo...

És marco, estandarte e troféu

Com que me presenteaste em minha lida.

És tudo que eu tenho e saibas que em perder-te,

com certeza, hei de perder a mim.

Hei de perder também e, para sempre,

 O que de mais belo tenho

Em minha vida.

Minha alegria!

Minha poesia!

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados