Dizem que dia 25 de dezembro é o seu aniversário. Há contradições.

Então, limitemo-nos às conveções que administram tantas inaugurações e dias especiais com fins que, também, tão bem conhecemos.

Para mim, Menino Jesus, seu aniversário e de todos aqueles a quem bem eu quero, é todos os dias.

Lamentavelmente a vida a que nos sujeitamos não nos permite tais expressões.

Então quero falar-lhe, hoje, diretamente do meu coração para o seu, como sempre faço mas, hoje, mais efusivamente.

Você, amado Menino, sabe o que penso de presente. Presente nada mais é, simbolicamente, o que se oferece no lugar da gente para que possamos ser lembrados embora, às vezes, isto nem sempre acontece.

Não lhe comprei presente - EU SOU O SEU PRESENTE - e me dou para você.

Mas, para isso, meu Menino amado, tenho que percorrer um caminho de volta.

Busco-o, naquela manjedoura, e trago-o para o calor de meu coração inocente de criança.

Tive que ir me despejando para recolher minhas mais puras lembranças e esperanças.

Tive que despir-me das crueldades com que o mundo me atingiu, que me afastar de pessoas que  ao crescer mataram suas crianças interiores fazendo-me assistir ao enterro de tantas dores.

Tive que atiçar fora as máscaras com as quais me preservo em minhas omissões porque não sei mentir.

Tive que despir-me de mim mesma, que colocar ao lado, quem dera! Para sempre, este meu coração chagado e ameaçado à toda hora por investidas das dores que me tornam pesada e pesam-me o coração e a alma.

Hoje, Menino amado, Menino meu, quero ser o bebê que engatinha, ainda, para criança ser.

Assim, sei que me olhará com seus olhos puros e eu o reconhecerei como a criança que encontra a minha e comemoram juntas, este tempo de alegria.

pois, assim, Menino Jesus é que venho parabenizá-lo.

Quero olhar o céu e encontrar a estrela mais pura, recém-nascida, que me mandará como resposta, direto ao meu coração criança, ao convite que lhe faço.

Entra, menino Amado Santo e Bendito.

Afinal seu Pai nos ensinou que o caminho para chegarmos às mansões celestiais é que nos tornemos como crianças.

"Vinde a mim, as crianças pois delas será feito o Reino dos Céus".

Parabéns, agora, meu Menino.

Coloque suas mãos entre as minhas e certifique-se de que aqui existe uma criança. Uma criança muito feliz! Uma criança que ama, sonha, comemora e ri, como outra qualquer.

Uma criança que quer cantar, junto a orquestra de seus anjos o Parabéns prá Você!

Faça-nos felizes, Menino Jesus

Ouça-nos as preces e socorre, sem demora, os perdidos.

Traga um pouco de esperança para nosso povo sofrido.

E, à exemplo de mim, adentre-se nos corações daqueles que crêem em você, dando-lhes força, humildade para perdoar e receber perdão.

E fique conosco, fique comigo, pois afinal...os anos estão passando depressa demais... Daqui a pouco será natal outra vez.

Estaremos mais crescidos e preparados para assistir ao parto natural de muitas, muitas crianças, novamente.

Parabéns, Menino Jesus!.
 



Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos



No ar desde 30/07/2008


 


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados