E o filho de Deus se fez homem,
Para entre nós, viver.
Viveu dores atrozes, e a elas se somem
os sofrimentos, todos, que o fizemos sofrer.

E o filho de Deus se fez lenda,
Que por séculos e séculos avança
Nunca, jamais, se colocou à venda
Há de cumprir a aliança.

E o filho de Deus,ainda criança,
Entre os doutores, foi Lei
Cresceu em sabedoria e graça
E entre os povos, foi Rei.

Deu-nos em morte, Maria,
E fez novos os corações
Nunca se viu tanta sabedoria.
Quando se unia ao Pai, em orações.

Após sua morte em cruz,
Eis que o véu do tempo se abriu
E em meio a riscos de luz
Coroaram, no Céu, nosso Jesus.

Sua morte, no entanto, é lembrada
Em todo e qualquer coração
Teremos a salvação tão sonhada
E em Cristo, a Ressurreição!

 

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados