Moro numa floresta encantada

Ao lado da cabeceira de um rio

Que desce pela clareira

Mas, em nada é bravio.

 

De nada eu me lamento

Tenho tudo de que preciso

Se faz calor, é o vento

No frio, aqueço-me, em seu sorriso.

 

Quando o dia amanhece

Lá fora, em meu jardim,

Tudo que acontece 

Faz-me tão feliz, assim..

 

Minha casinha encantada

Abre o seu coração

Faz-me, pela vida apaixonada

Pois, amigos tenho... de montão.

  

Em minha casinha, a beleza

De janelas sempre abertas,

Envolve toda a natureza

E a horas são sempre certas.

 

Preservem, pois, amiguinhos

a nossa mãe natureza

tratem-na com respeito

E ela será, toda carinhos.

 

Para sempre, nesta casinha

Eu pretendo morar

E espero, bem alegrinha,

Que venham me visitar.

 

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados