Dentro do meu coração há um lugar

onde  brotam flores que solfejam

notas de toda canção.

Há um lugar onde jorram fontes que energizam

o solo ressequido do esquecimento, do que viveu

e hoje, não vive mais, não.

Dentro do meu coração, quais gotas

brilham as lágrimas de orvalho, orvalho que cerram os olhos

entregues ao lamento e à solidão.

Dentro do meu coração, porém, há uma fonte

transformada à luz do amor que a tudo vence e que persiste.

Persiste à saudade que insiste,

persiste à distância que qual dedo apontado em riste

descansa pois sabe que há bravura

Dentro do meu coração, acotovelo-me entre almofadas

e, cansada de tantas jornadas acabo por descansar-me

entre as gramas, quais sementes que germinam agora,

em terra pura, estercada pelo carinho e pela ternura.

 

 

Belo Horizonte - 6/09/2012

 

 

 

 

 

Créditos:
Roteiro e arte by Sueli
Imagem recebida na Net




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados