Teu corpo, é um doce caminho

que me apraz, percorrer.

Um canteiro onde plantei

ternura, amor e carinho,

cuidei e deixei nascer.

Hoje, com muito jeitinho,

em teu corpo quero colher

Todo amor que floresça

e, de novo, te oferecer.

Por isto, amor, sou tua

assim como sinto que és meu

Quero agora, ficar nua...

E quero meu corpo...

No teu!

 

 

 

 

 

E esse teu corpo é um jardim

Pleno de amor e ternuras

Que faz renascer em mim

o anseio de mil loucuras!

Vem, colhe nele o que queres

pra dar ao meu um renovo;

pouco importa outras mulheres

se queres ter-me de novo!

Nuazinha? A esse teu carinho

dar-te-ei um carinho meu:

terás meu corpo todinho

pulsando dentro do teu!

 

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos



No ar desde 30/07/2008


 


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados