VIDA
 
Ariovaldo Cavarzan
 
Sonhos dormitam
 Em dosséis de incertezas.
Corações apertados se agitam
 Em quimeras sem fim.
 
Amantes confusos flutuam
 Em bailados de estrelas,
Coreografando esperanças,
Em asas de querubim.
 
Restam anseios prostrados,
À espera de novos afagos,
- Finais felizes pintados
Em painéis de emoções.
 
Não tarda e a noite irá começar.
Que importa se a vida demora a acordar?
 
Campinas, 24 de fevereiro de 2014
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Art/Formatação:
Dama Misteriosa
Tube:
Créditos
PSP Devil
 

 




Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos

   


 


 


No ar desde 30/07/2008



Deixe um recadinho no meu livro de visitas


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados