Você chegou à minha vida,

sem aviso de antecedência

sem, ao menos, telefonar

nem um recado mandar.

 

Como quem chega, perdido

procurou, em mim, guarida,

muito mais do que um abrigo,

um coração para amar.

 

E o recebi, assustada,

eu que não sabia nada,

e nada lhe perguntei.

Apenas lhe dei ternura,

apertando-o em meus braços

todos carinhos lhe dei.

 

Mas... vivemos amores falsos

não suportamos os percalços

sem direitos, nem porquês,

com que a vida nos confrontou.
 

E, assim, sem aviso prévio

você partiu...como chegou.

E meu coração conjuga

Em todos os tempos e verbos

...Eu não fiz por merecer!

 

De mim, sei que você partiu

mas... podia, ao menos,ter levado.

Esta saudade imensa e

esta vontade intensa...

Que eu sinto de você!





Clique Aqui e Envie
Para Seus Amigos



No ar desde 30/07/2008


 


| Home | Menu | Fale Comigo | Voltar |


Página melhor visualizada  em Internet Explorer 4.0 ou Superior: 800 X 600
Copyright© Arte & Poesia - 2008 - Todos os Direitos Reservados